Year One: Batman / Ra’s al Ghul #1

O “Ano Um” no tí­tulo desta minissérie em duas edições é um pouco enganador. “Ano Um” implicaria que esta seria a primeira vez de Ra’s al Ghul e Batman na dança de herói e vilão, da mesma maneira como houve um “Ano Um” com as primeiras aventuras de Dick Grayson vestindo sua fantasia vermelha e verde, ou Barbara Gordon em seu primeiro ano como Batgirl. Se você acha que será brindado com o primeiro encontro entre esses dois inimigos, você terá uma surpresa. Essa minissérie recebe este nome pois a história se passa no primeiro ano depois da morte de Ra’s al Ghul. Continuar lendo Year One: Batman / Ra’s al Ghul #1

Cruz de Ferro

Cruz de Ferro é um jogo criado no Brasil por três veteranos de wargames. Ele pode ser jogado tanto nas escalas de 15mm e 25mm, e novos suplementos com regras opcionais estão sendo lançados toda semana. A gente conversou com Antonio Marcelo e Jorge Bentes enquanto eles jogavam uma partida e fizemos algumas perguntas sobre o jogo. Continuar lendo Cruz de Ferro

The Sword of Shibito volume 1

Enquanto filmes baseados em contos de horror de Koji Suzuki seja o que os americanos mais reconheçam como horro japones, os verdadeiros fãs do gênero não se esquecem da contribuição do novelista e roteirista Hideyuki Kikuchi. Mais conhecido pela sua série de horro fantástico Vampire Hunter D, que se desdobrou em anime e manga, Kikuchi reaparece na CPM Manga com The Sword of Shibito volume 1, uma colaboração com o artista Missile Kakurai. Continuar lendo The Sword of Shibito volume 1

Blacksilver (parte 1)

Muito ainda faltava para sua expiação. Ainda sentia na pele a dor de ter seus poderes arrancados enquanto cortava as barreiras entre Arvandor e Faerûn. Porém não se arrependia da escolha tomada há alguns meses – que antes teriam passado em um piscar de olhos – que se arrastaram por uma eternidade. Aceitou a decisão de Corellon com o semblante impassível, o queixo erguido e decidido a suportar todas as provações a ele impostas. Continuar lendo Blacksilver (parte 1)

d20 Past

Começamos explorando o presente. Depois demos uma esticada até o futuro. Agora voltamos ao passado. Dando continuidade í  linha do d20 Modern foi lançado o suplemento d20 Past, que amplia o universo de aventuras da renascença até o fim da segunda grande guerra. Quer ser um pirata se aventurando em alto mar? Um investigador do oculto na era vitoriana? Um recruta americano desembarcando na Normandia? Este é o livro que você estava procurando. Continuar lendo d20 Past

Graphic Classics volume 3: H.G. Wells

Herbert George Wells é considerado o fundador da ficção cientí­fica moderna. Seu primeiro “romance cientí­fico” (como suas histórias eram classificadas naquela época) foi “The Chronic Argonauts”, publicada em 1888 em formato de série no jornal da sua faculdade. Sete anos depois ele a reescreveu com o tí­tulo “The Time Machine: An Invention”. Esta foi a primeira de uma série de contos que fizeram bastante sucesso, que também incluí­a “The Island of Dr. Moreau”, “The Invisible Man” and “The War of the Worlds”. Seu reconhecimento como o fundador da ficção cientí­fica moderna só é comparado por aquele novelista francês que atende pelo nome de Julio Verne. Nesta segunda edição da adaptação dos trabalhos de H.G. Wells na série Graphic Classics, os leitores tem a chance de apreciar 144 ricamente ilustradas páginas que contém verdadeiros exemplares da imaginação de Wells. Continuar lendo Graphic Classics volume 3: H.G. Wells

O Guia do Mochileiro das Galáxias

Parco conhecimento de aritimética eventualmente leva as pessoas a escrever uma trilogia em quatro partes, e eventualmente expandir para cinco volumes. É esta a resposta para a terceira pergunta mais importante sobre a série “The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy”, que começou como um programa de rádio, virou livro, passou pelo videogame e finalmente chega í s telas de cinema. A resposta para a pergunta mais importante eu não vou dar aqui, não quero adiantar o que acontece. Já a resposta para a segunta pergunta mais importante, pelo menos para mim, essa eu posso contar: sim, obrigado. Continuar lendo O Guia do Mochileiro das Galáxias

Entrevista: Shocker Toys

Estou certo que alguns de vocês, mais provavelmente muitos, acordaram após uma boa noite de sono e pensaram o quão legal seria abrir uma empresa de brinquedos. Quem não pensaria assim? Isso deveria ser classificado como “o trabalho mais legal do mundo”, se é que já não foi. Eu tive o privilégio de bater um papo com Geoff Beckett, membro fundador da Shocker Toys, e de seu mais novo brinquedo customizável, o Shockini. Continuar lendo Entrevista: Shocker Toys

Resenha: Arcane Societies of Magic

Um velho de barbas brancas, envolvido em uma veste coberta de runas arcanas. Em volta de seu pescoço, diversos medalhões e amuletos feitos de estranhos materiais, e em sua mão um longo cajado de madeira retorcida cuja ponta brilha com uma fantasmagórica luminescência escarlate. Qualquer pessoa que já tenha participado de meia sessão de um jogo de fantasia medieval imediatamente tentará lembrar onde colocou aquele pergaminho com a magia que irá silenciar as palavras do evidente mago. Todos temos um conceito bem definido de feiticeiros. Sabemos como costumam se vestir, o que gostam de usar para queimar nossos fundilhos, quais as maneiras mais eficientes de derrotá-los. Continuar lendo Resenha: Arcane Societies of Magic

Sangue de medusa tem poder

Deveria ser obrigatória a presença de medusas em qualquer aventura de D&D. Ela mora nos infernos, transforma seus oponentes em pedra, usa um arco melhor que o Legolas e seu sangue, além de ser venenoso e de derreter escudos mágicos, faz brotar escorpiões gigantes do solo. Quer vilão melhor que esse? Continuar lendo Sangue de medusa tem poder

Entrevista: Eric Boyd

Uma das caracterí­sticas mais marcantes do mundo de Forgotten Realms é seu fantástico panteão. Desde sua criação, a ambientação favorita de nove entre dez jogadores de D&D sempre tratou suas divindades de uma maneira toda especial. As constantes lutas e conflitos entre elas trouxeram grandes conseqüências que até hoje são sentidas em qualquer parte de Faerûn. Para quem não sabe, vários deuses já morreram, outros ascenderam, outros estiveram desaparecidos, e há casos até de ressurreição. Continuar lendo Entrevista: Eric Boyd

Assassinos Sombrios para sua Campanha

Não é só a Wizards of the Coast que lançou seus livros de classe (o primeiro, Punhos e Espadas já foi lançado em português), inúmeras editoras lançaram suas próprias versões para os tradicionais “livros vermelhos”. A editora Green Ronin, responsável pelo premiado Freeport experimentou uma abordagem nova, criando a série Master Class, que apresenta uma classe básica nova e todas as informações necessárias para introduzir ela no seu mundo de campanha. Continuar lendo Assassinos Sombrios para sua Campanha