Resenha: Arcane Societies of Magic

Um velho de barbas brancas, envolvido em uma veste coberta de runas arcanas. Em volta de seu pescoço, diversos medalhões e amuletos feitos de estranhos materiais, e em sua mão um longo cajado de madeira retorcida cuja ponta brilha com uma fantasmagórica luminescência escarlate. Qualquer pessoa que já tenha participado de meia sessão de um jogo de fantasia medieval imediatamente tentará lembrar onde colocou aquele pergaminho com a magia que irá silenciar as palavras do evidente mago. Todos temos um conceito bem definido de feiticeiros. Sabemos como costumam se vestir, o que gostam de usar para queimar nossos fundilhos, quais as maneiras mais eficientes de derrotá-los. Continuar lendo Resenha: Arcane Societies of Magic

Sangue de medusa tem poder

Deveria ser obrigatória a presença de medusas em qualquer aventura de D&D. Ela mora nos infernos, transforma seus oponentes em pedra, usa um arco melhor que o Legolas e seu sangue, além de ser venenoso e de derreter escudos mágicos, faz brotar escorpiões gigantes do solo. Quer vilão melhor que esse? Continuar lendo Sangue de medusa tem poder

Entrevista: Eric Boyd

Uma das caracterí­sticas mais marcantes do mundo de Forgotten Realms é seu fantástico panteão. Desde sua criação, a ambientação favorita de nove entre dez jogadores de D&D sempre tratou suas divindades de uma maneira toda especial. As constantes lutas e conflitos entre elas trouxeram grandes conseqüências que até hoje são sentidas em qualquer parte de Faerûn. Para quem não sabe, vários deuses já morreram, outros ascenderam, outros estiveram desaparecidos, e há casos até de ressurreição. Continuar lendo Entrevista: Eric Boyd